quarta-feira, 26 de novembro de 2008

Os tons

Permitem a maior pura expressão visual de nossos sentimentos
Hoje sinto-me num alaranjado quase encandescente.

quinta-feira, 6 de novembro de 2008

Chuva

Hoje choveu
Não de verdade, mas em pensamento
Uma chuva fina,intermitente
Durante todo o dia
Cinza o dia de meus desejos

domingo, 2 de novembro de 2008

Encontro

Encontrei, na esquina
Uma menina

Dimensão estranha
Meditando
Era a Suzana

quinta-feira, 16 de outubro de 2008

Pequenos pirilampos

Iluminaram o caminho hoje,
mais pareciam estrelinhas fujonas
sem rumo
apenas curtindo a liberdade
Remeteu-me a adolescência.

terça-feira, 7 de outubro de 2008

Observação

Nem sei bem porque acompanho a mesma árvore
Sua capacidade de renovação encanta-me
De galhos totalmente secos no inverno,passa
Como um toque mágico, na primavera, logo na primeira semana,a ter galhos verdes
E folhas, muitas folhas, num verde tão claro que ela,apesar de antiga,parece uma linda muda gigante

Invejo-a, é isso!

Como gostaria de passar da tristeza para a alegria na mesma rapidez!
Como gostaria, antiga que também sou,de poder florescer
E ter vitalidade!
E brotar de alegria,ter novos sonhos,novos objetivos...

Linda,seu verde lhe permite um novo tonus
As marcas do tempo não são notadas, exceto pelo seu tamanho
Imponente, com sua copa atingindo perto do sexto andar de um edificio

E eu,apesar de ainda vê-la de cima
Não tenho forças para sequer para abraça-la
Sentir a nova vida
Não quero a certeza de ser menor
De poder menos
De saber que ela poderá fornecer a sombra para minha morada final.

quarta-feira, 1 de outubro de 2008

sábado, 20 de setembro de 2008

Falar de amor

Eis me aqui
Falando de amor,
quando estou só

Eis me aqui
Falando de amor,
e olhando para meu umbigo

Eis me aqui
Falando de amor e
esquecendo de dizer bom dia!

Eis me aqui
Falando de amor e
Repassando uma situação, a outrem, que eu "acho" que vi

Eis me aqui
Falando de amor e
reclamando do café

Eis me aqui
Falando de amor
Lamuriando-me do almoço a fazer

Eis me aqui
Falando de amor e
Gritando com os filhos

Eis me aqui
Falando de amor e
Virando de lado, sem ao menos dizer durma bem.

Eis me aqui
Falando de amor e
Horrorizando-me com o aumento do número de moradores de rua

Eis me aqui
Falando de amor
e votando no mesmo partido

Eis me aqui
Falando de amor
e não estendendo a mão
e não sorrindo
e não ajudando
e não entendendo
e não confortando
e não cedendo
e não construindo
e não criando
e não crendo
e não crescendo
e não vivendo
e não lendo
e não escrevendo
e não entendendo

que somos apenas homens...
com muita, mais muita mesmo, necessidade de sermos amados, porque não sabemos amar.